Ftalatos Testes

No mercado global de hoje, os fabricantes, varejistas e importadores devem estar atentos às exigências de qualidade e segurança dos produtos de seus mercados-alvo. Não fazê-lo resulta em recalls dispendiosos de produtos, problemas legais e danos à reputação.

O Laboratório de Ensaios Têxteis e do Vestuário do Instituto SENAI de Tecnologia Têxtil, Moda e Confecção oferece uma variedade de testes de laboratório para avaliar a produção de materiais têxteis em relação aos seus padrões de qualidade e aos requisitos de seu mercado de exportação.

A Lei de Melhoria da Segurança do Produto ao Consumidor de 2008 (CPSIA) impôs exigências de testes e novos níveis aceitáveis para várias substâncias comuns na maioria dos produtos de consumo, especialmente aqueles projetados para crianças de 0 a 12 anos.

Primeiramente, os regulamentos do CPSIA reforçam:

  • Restrições rigorosas aos ftalatos (produtos químicos utilizados para amaciar o plástico) em brinquedos para crianças.
  • Restrições rigorosas de chumbo para produtos infantis (90 ppm em tintas e outros revestimentos de superfície, 100 ppm em substratos.
  • Testes compulsórios de terceiros por laboratórios credenciados especificamente para chumbo (em tintas e joias metálicas), e geralmente em berços, chupetas, peças pequenas, bicicletas, capacetes de bicicleta, chocalhos, beliches, etc. - com mais por vir.

A Lei de Melhoria da Segurança dos Produtos de Consumo dos Estados Unidos (CPSIA) tem e continuará a impor medidas mais rigorosas contra o uso de ftalatos em produtos de consumo de plástico. No momento, o ato proíbe oito tipos diferentes de ftalatos em brinquedos infantis e produtos para cuidados infantis.

As medidas de restrição aumentadas baseiam-se em novas pesquisas, que descobriram que os ftalatos de baixo peso molecular podem ser liberados na atmosfera com muita facilidade do item hospedeiro. Ao entrar em contato direto com os corpos das crianças, seja por toque, boca ou respiração, os ftalatos têm a capacidade de causar distúrbios do desenvolvimento, incluindo disrupção endócrina e asma. 

Em 25 de abril de 2018, o CPSIA elevou oficialmente a proibição para oito ftalatos que não podem exceder uma concentração de 0,1%:

  • di- (2-etilhexil) ftalato (DEHP)
  • ftalato de dibutila (DBP)
  • ftalato de benzila e butilo (BBP)
  • di-isononil ftalato (DINP)
  • ftalato de di-isobutila (DIBP)
  • ftalato de di-n-pentila (DPENP)
  • ftalato de di-n-hexila (DHEXP)
  • ftalato de diciclohexila (DCHP)

 

Teste e análise de ftalatos em plásticos e polímeros, incluindo brinquedos e materiais em contato com alimentos.

 

Os ftalatos são compostos de ácido ftálico utilizados como plastificantes, compostos químicos que aumentam a resistência e maleabilidade dos plásticos. Encontrados na maioria dos produtos plásticos ou poliméricos em todo o mundo, incluindo brinquedos, têxteis, roupas e estofados, os ftalatos e plastificantes em geral são muito produzidos. No entanto, a fraca ligação química dos ftalatos com os plásticos (especificamente, a falta de uma ligação covalente) permite que sejam liberados com relativa facilidade no meio ambiente. Este processo tem sido associado a certos efeitos prejudiciais ao meio ambiente, resultando na regulamentação dos ftalatos sob o CPSIA a partir de 10 de fevereiro de 2009.

 

 Ftalato modelo tridimensional

Modelo tridimensional do di (2-etilhexil) ftalato ou DEHP, um dos ftalatos mais comuns em uso.

 

Por que os ftalatos são restritos?

Alguns ftalatos, acima de certos níveis de exposição, podem prejudicar a fertilidade humana ou causar danos aos fetos.

Alguns ftalatos, acima de certos níveis de exposição, podem resultar no desenvolvimento de certos cânceres.

Alguns ftalatos são muito tóxicos para os organismos aquáticos e podem causar efeitos nocivos a longo prazo no ambiente aquático.

Teste do Laboratório de Ensaios Têxteis e do Vestuário do SENAI-SP para ftalatos utiliza o Procedimento Operacional Padrão suplementar ao CPSC-CH-1001-09.3, dissolvendo a amostra em uma solução de tetrahidrofurano (THF), grau-HPLC, precipitando os polímeros da amostra com hexano de grau HPLC e filtrando a solução com membrana de politetrafluoretileno (PTFE) de 45μm. A solução filtrada é então submetida a cromatografia gasosa com espectrometria de massa (GC/MS) para isolar e identificar os ftalatos resultantes. As amostras são monitoradas usando o modo de varredura total e o monitoramento de íons selecionado (SIM). Os produtos testados incluem adesivos de tecido, revestimentos, aplicações de impressão, produtos infantis, componentes plásticos de várias peças de vestuário e outros itens de uso final.

Ftalato DEHP

Fórmula estrutural do ftalato DEHP

 

Aqui está um exemplo das capacidades do Laboratório de Ensaios Têxteis e do Vestuário do SENAI-SP em termos de testes para a toxicidade:

CPSC-CH-E1001-8.1: chumbo total (Pb) em produtos de metal para crianças (incluindo joias de metal para crianças).

CPSC-CH-E1002-8.1: chumbo total (Pb) em não metal em produtos para crianças.

CPSC-CH-E1004: Extração de Cádmio (Cd) de Joias Infantil.

Determinação ASTM F963 do conteúdo de metais pesados em brinquedos, componentes de brinquedos e Materiais.

ASTM F2923: Determinação do teor de metais pesados em joalheria infantil.

EN 1811: Teste de Liberação de Níquel.

ISO 8124-3: Migração de certos elementos dos materiais dos brinquedos

CPSC-CH-C1001-09.3: Determinação de compostos de ftalato: DBP; BBP; DEHP; DnOP; DINP; DIDP

AATCC 112: Liberação de formaldeído do tecido, método de frasco selado.

ISO 14184-1: Formaldeído livre e formaldeído extraído parcialmente por hidrólise.

ISO 14184-2: Formaldeído liberado (método de absorção de vapor).

 

Outros testes estão disponíveis. Entre em contato com nossos especialistas para pedidos especiais.

 

 

Instituto SENAI de Tecnologia Têxtil, Moda e Confecção

Laboratório de Ensaios Têxteis e do Vestuário

(11) 3312-3551 / 3312-3593 

E-mails: regiana.lima@sp.senai.br ou marcelo.lpereira@s.senai.br

Confira nossos ensaios: http://bit.ly/laboratoriotextilvestuario

Conheça o Instituto: http://bit.ly/institutosenaitecnologia 

Siga nossa página do LinkedIn: http://bit.ly/institutosenaitextil_linkedin 


 

 

LEIA NOSSOS ARTIGOS

- Entendo as técnologia repelentes à água 

Química dos corantes

 - Grafeno, a chave para têxteis inteligentes futuristas

Toxicidade escondida nos produtos químicos têxteis

Inovação em Têxteis: Supercapacitor de Tecido

Tecidos para vestimentas de proteção: saiba mais!

Afinal, o que é retrorrefletância? 

Saiba mais sobre os ensaios de migração (para embalagens e equipamentos plásticos em contato com alimentos)

Entendendo o espaço de cor L*a*b* 

Teste de durabilidade na era da "moda rápida" 

Ensaios de Solidez à Luz